Meditação

posted in: Uncategorized | 0

Quem pratica meditação regularmente, conhece bem os seus benefícios.

São diversas as motivações que levam as pessoas a querer meditar, todavia, meditar nada tem a ver com esvaziar a mente. Os benefícios da meditação geralmente mais enumerados por quem a pratica diariamente ou com regularidade são: obter tranquilidade interior, redescobrir-se, silenciar a mente inquieta, mais autoconhecimento, mais clareza, melhorar a conexão e estar mais presente.

Contudo, para muitos, esta ainda é uma prática desconhecida ou não faz parte das suas rotinas diárias. Se faz parte desse grupo que ainda não pratica meditação, tem agora a oportunidade de, de uma forma suave e simples, se iniciar nesta prática!

Meditar é um exercício de foco e concentração, que promove o relaxamento físico e equilibra o corpo emocional, espiritual e mental. E, por espiritual, não me refiro a aspectos relacionados com religiosidade, mas tão somente, ao acesso ao eu superior ou supraconsciência.

Qualquer que seja o motivo para querer iniciar esta prática, pode ser desencorajador não saber como começar e como se manter motivado.

Algumas linhas de meditação usam mantras como meio de entrar num estado de fluxo, enquanto outras se focam apenas em observar a respiração e as sensações do corpo.

Actualmente, vivemos num mundo cheio de estímulos e a nossa mente tende a perder o foco rapidamente. E, durante a prática da meditação, principalmente quando se está a iniciar, isso acontece com muita frequência.

Aquilo que mais me ajudou, quando iniciei a minha prática de meditação foi prestar atenção à respiração. Sempre que percebia que a minha mente divagava para outros pensamentos, voltava a minha atenção à respiração.

Mas se mesmo assim isso lhe parecer impossível, deixe os pensamentos fluírem pela sua mente, sem se recriminar nem criticar. Coloque-se como um observador; não julgue e não se envolva, deixe-os passar apenas.

Com a prática, vai começar a perceber que conseguir usufruir dos benefícios da meditação é bem mais fácil do que imaginava.

A popularidade que a meditação alcançou nos dias de hoje tem muito a ver com o conceito de Mindfulness.

Este novo tipo de meditação eliminou, de uma vez por todas, o caráter místico e religioso da prática oriunda do Oriente, e foca unicamente as descobertas científicas sobre os benefícios da meditação.

A meditação Mindfulness não usa mantras, nem pretende elevar o espírito ou ser uma maneira de encontrar Deus. Não está ligada ao budismo, hinduísmo ou taoismo.

O foco está em prestar especial atenção à respiração e às sensações do corpo, para assim interromper a parafernália de pensamentos desordenados e acalmar a mente sobrecarregada de pensamentos desordenados. Este tipo de meditação foi desenvolvido pelo médico americano Jon Kabat-Zinn que criou um programa chamado “Redução de stresse com Mindfulness“ em 1979. O seu intuito era tratar pacientes com dores crónicas que não respondiam aos tratamentos convencionais.

Apesar de ter usado como base os seus conhecimentos prévios em meditação e Ioga, a espiritualidade e a religião não foram considerados requisitos básicos para iniciar a prática.

Actualmente, a meditação Mindfulness é usada em hospitais, clínicas, escolas, empresas, entre outros.

Se quiser começar a usufruir dos benefícios da meditação Mindfulness, apenas precisa de atenção plena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.