Como navegar as transições de Vida

Transições

Todos nós vivemos acontecimentos que perturbam as nossas vidas. Alguns deles tornam-se “marcos” que podem levar a uma transição de vida. Mas, o que são transições de vida e como navegá-las?

É possível navegar as transições de vida com sucesso, apesar dos desaires

Todos nós passamos por dezenas de acontecimentos perturbadores nas nossas vidas, que podem ser positivos ou negativos e, enquanto uns são pequenos “tremores” outros são verdadeiros “sismos”. E, apesar dos desaires que acontecem e das mudanças – muitas delas difíceis de navegar –  é possível criar uma vida mais plena e satisfatória!

As transições, mesmo as positivas tendem a causar stress

As transições de vida, mesmo as positivas e excitantes, acarretam desafios, por várias razões. É necessário uma adaptação à mudança que pode ser difícil. Mesmo as transições de vida benéficas, como uma promoção, ter um filho, etc. tendem a causar algum stress.

Quem, após uma mudança de emprego para algo melhor, não sentiu saudades dos antigos colegas com quem tinha estreitado laços?… Por isso, por vezes, desencadeiam uma crise existencial.

As transições, sejam elas positivas ou angustiantes, implicam mudança e ajustamento. Contudo, é natural que as transições negativas sejam mais difíceis de digerir. Além disso, agumas mudanças desencadeiam medos, tristeza, ansiedade, e por vezes até culpa ou vergonha. Mas as transições são os melhores momentos para vermos como estamos a gerir a nossa vida.

Uma transição é um processo interior

Por vezes, o que torna difícil navegar as transições de vida são os equívocos. Por exemplo, o facto de as considerarem circunstanciais. Todavia, uma transição é um processo interior e não mudança de conteúdo. É um momento de reflexão e actualização. De iniciar o processo de transformação antes que a vida se consolide naturalmente em novos padrões prejudiciais.

As transições oferecem uma oportunidade para pensar criativamente, para avaliar objectivos a longo prazo. Ou seja, é o momento para fazer um balanço da vida e redefinir rumos. Por outras palavras, é um tempo que a vida nos concede para escutar os sussurros da alma e nos conectarmos com quem nós somos.

Muitas vezes as transições tornam-se problemáticas devido ao stress que desencadeiam.  Mas, a verdade é que o problema não são as mudanças nem o stress. A questão é que o que quer que se tenha feito antes como forma de enfrentar e lidar com situações stressantes já não funciona. Ou seja, faltam estratégias eficazes para se ajustar à nova realidade e lidar com todo o stress que essas transições acarretam. E é importante reconhecer como se está a sentir para lidar com isso corajosamente.

Escolher a via da coragem é optar por uma existência completamente nova na qual recorremos aos nossos pontos fortes para reenquadrar e recalibrar a nossa missão.

A vida está cheia de mudanças – muitas delas difíceis de lidar. Essas mudanças chamam-se transições. É disso que falo neste episódio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.