fbpx

    Li e Aceito a Política de Privacidade.

    Marcação

    Entre em contacto directo comigo para marcar uma sessão presencial (em Alfragide, Lisboa) ou online. A data indicada no formulário é apenas uma data da sua preferência, não a definitiva. Irei entrar em contacto para agendamento, tendo em conta a preferência que indiciou.

    Telefone:
    918 762 620

    Envie um email:
    contacto@anapaulavieira.pt

    Cultivar uma vida plena

    3 anos atrás · · 0 Comentários

    Cultivar uma vida plena

    O meu desafio constante é manter-me em harmonia, liganda à minha essência, à minha alma. Seguir as regras do jogo da vida, com total entrega e confiança de que o que necessito conhecer e experienciar, prazeroso ou desafiante, faz parte do processo evolutivo da jornada da minha alma, é desafiante. Contudo, esse regresso a nós mesmos é fundamental para cultivarmos uma vida plena.

    Libertarmo-nos de quem achávamos que deveríamos ser é uma das decisões mais desafiantes que podemos tomar

    Libertarmo-nos de quem achávamos que deveríamos ser, e iniciar a viagem de redescoberta e reencontro de nós próprios, da nossa essência, é uma das decisões mais desafiantes e simultaneamente aliciantes que podemos tomar. Assumir quem somos, com as nossas forças e fragilidades, as nossas virtudes e vulnerabilidades, os nossos dons e as nossas incapacidades, reconhecer e aceitar o que reprimimos, acolher os nossos sentimentos e emoções, com amor, compaixão, benevolência e compreensão é a forma mais corajosa de viver a vida na sua plenitude.

    Brené Brown, investigadora psico-social, no seu livro «A Imperfeição é uma Virtude», refere que “assumirmos o nosso percurso pode ser duro mas não é, nem de perto nem de longe, tão difícil como passarmos as nossas vidas a fugirmos disso.” E refere ainda que, viver plenamente significa cultivar a coragem, a compaixão e a conectividade, partindo de um estado de merecimento e de aceitação das nossas imperfeições, da nossa vulnerabilidade.

    No seu trabalho de investigação sobre vergonha e resiliência, Brené Brown identificou as características dominantes da pessoa com uma vida plena, que passo a partilhar convosco.

    Regras para uma vida plena

    1. Cultivar a autenticidade; libertar-se do que os outros pensam.
    2. Cultivar a auto-compaixão; libertar-se do perfeccionismo.
    3. Cultivar um espírito resiliente; libertar-se do adormecimento e da impotência.
    4. Cultivar a gratidão e a alegria; libertar-se da escassez e do medo do desconhecido.
    5. Cultivar a intuição e confiar na fé; libertar-se da necessidade de certeza.
    6. Cultivar a criatividade; libertar-se da comparação.
    7. Cultivar o lazer e o descanso; libertar-se da exaustão como símbolo de estatuto e da produtividade enquanto autoestima.
    8. Cultivar a calma e a tranquilidade; libertar-se da ansiedade enquanto estilo de vida.
    9. Cultivar o trabalho com significado; libertar-se da dúvida e de suposições.
    10. Cultivar o riso, a música e a dança; libertar-se da ideia de ser adequado e “de ter tudo sob controlo”

    As regras para uma vida plena, são um precioso recurso para nos lembrarmos de quem realmente somos, porque estamos aqui e para fazer o quê, todos os dias da nossa vida.

    Bem hajam. Sejam plenos!

    Feito com ♥ por Ana Paula Vieira
    Conteúdos da autoria de Ana Paula Vieira. Todos os direitos reservedos
    error: Content is protected !!